Dicas de Viagem

Moeda

Desde 1994, a moeda brasileira é o Real (plural: Reais), o símbolo é R$. Devido às taxas de inflação muito altas que o Brasil possuía na década de 1980 e no início da década de 90, o país teve que trocar de moeda várias vezes: os brasileiros estavam acostumados a lidar com Cruzeiros até 1986; naquele ano, um plano econômico cortou três zeros das notas e mudou a moeda para Cruzado; alguns anos depois, outros três zeros foram descartados e os brasileiros foram apresentados aos novos cruzados. Em 1990, os Cruzados Novos foram aposentados e os Cruzeiros estavam de volta; em 1993, os Cruzeiros perderam mais três zeros e foram transformados em Cruzeiros Reais. Em 1994, após a implantação de um novo plano monetário, nasceu a nova moeda, chamada Real. Desde 1994, a inflação é mantida em níveis “civilizados” (em 2003, os preços ao consumidor subiram cerca de 8%; em 2005, a meta de inflação era de cerca de 6%), e os cidadãos brasileiros tiveram a chance, pela primeira vez em um longo período, de se acostumar a uma moeda estável. Existem notas de R$ 1, R$ 2, R$ 5, R$ 10, R$ 20, R $50 e R$ 100. Anteriormente, as notas eram ilustradas com imagens de personagens históricos; o problema era, no entanto, que a inflação alta fazia com que as notas perdessem valor muito rapidamente, e o que deveria ser uma homenagem se transformava em zombaria. Atualmente, as notas são ilustradas com imagens de animais brasileiros (a personagem feminina de um lado de todo o papel-moeda é uma representação da República). As moedas existem nos valores de 1 centavo (R$ 0,01), 5 centavos, 10 centavos, 25 centavos, 50 centavos e 1 Real. As moedas variam em tamanho e cor. Desde o lançamento do Real, algumas moedas foram descontinuadas; clique nos links para conferir as moedas brasileiras em circulação atual. Diferentemente de muitos países, os brasileiros não estão acostumados a ver notas em moeda estrangeira; até o dólar americano e o euro têm curso limitado; os cheques de viagem também são restritos (geralmente, os estrangeiros devem trocar a moeda antes de pagar suas contas, em reais). Os brasileiros não têm autorização para ter contas bancárias em dólar e as empresas brasileiras (incluindo hotéis) devem fornecer faturas e recibos em reais. Existem empresas de câmbio em todas as principais cidades. “Casas de Cambio” são estabelecimentos que lidam apenas com moedas estrangeiras, porém algumas agências de alguns bancos também fazem câmbio, mas não a uma taxa vantajosa para o cliente. Os bancos brasileiros desenvolveram uma infraestrutura eficiente de tecnologia da informação; os titulares dos principais cartões de crédito podem usar caixas eletrônicos brasileiros para acessar suas contas e sacar dinheiro (outras transações são limitadas).

Home / Dicas de Viagem / Moeda